24 C
Pedreiras
terça-feira, abril 16, 2024

Voto impresso em pauta na Câmara, tanques nas ruas: como diz Eliane Brum, “o golpe já está”

“Hoje, com Bolsonaro, vários limites foram ultrapassados. Limites que, mesmo para um país de marcos civilizatórios tão elásticos como o Brasil, até bem pouco tempo atrás seria impensável tê-los rompido. Quando o assunto principal é se haverá golpe ou não, tema abordado com a mesma naturalidade do aumento do preço do feijão, o último jogo do Corinthians ou a mais recente série da Netflix, o que resta de democracia? O golpe já pedalou a linguagem, infiltrou-se no cotidiano e está ativo. O golpe já foi dado. A dúvida é só até onde ele será capaz de chegar”, diz Eliane Brum, no El País.

Esta terça feira (10) promete ilustrar o que a jornalista escreveu, em uma Brasília cada vez mais inflamável . No mesmo instante em que o polêmico “voto impresso” será pautado na Câmara dos Deputados, tanques estarão passeando pelas redondezas do Palácio do Planalto, num ato INÉDITO. “Na oportunidade, às 8h30, no Palácio do Planalto, serão entregues ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, os convites para comparecerem à Demonstração Operativa, que ocorrerá no dia 16 de agosto, no CIF”, diz comunicado da Marinha.

A nota esclarece que trata-se de “um comboio com veículos blindados, armamentos e outros meios da Força de Fuzileiros da Esquadra, que partiu do Rio de Janeiro, passará por Brasília”. O Campo de Instrução de Formosa (CIF) é o destino final. Cerca de 2.500 militares estarão envolvidos na operação, que não foi bem recebida por diversas autoridades.

“Colocar tanques na rua não é demonstração de força, e sim de covardia”, disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid. “Os tanques não são seus, pertencem à Nação”, escreveu em seu perfil no Twitter, referindo-se ao presidente, finalizando: “É o crime que falta para lhe colocarmos na cadeia”, publicou no Twitter.

“Pedi à Justiça que impeça o gasto de recursos públicos em uma exibição vazia de poderio militar. As Forças Armadas, instituições de Estado, não precisam disso. Os brasileiros, sofrendo com as consequências da pandemia, também não. O Brasil não é um brinquedo na mão de lunáticos”, informou o Senador Alessandro Vieira.

Em O Globo, a jornalista Bela Megale informa que o desfile foi recebido com preocupação entre os ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que não pretende lhes provocar alarde e apostam na interpretação de um “factoide”, mais uma cria de Bolsonaro diante da alta probabilidade, da terça ser um dia de luto para os simpatizantes do voto impresso.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Joaquim Cantanhêde
Joaquim Cantanhêdehttp://www.opedreirense.com.br
Jornalista formado pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas