31.9 C
Pedreiras
segunda-feira, outubro 18, 2021

Redes sociais de Zuckerberg fora do ar; teoria do fim do mundo e memes surgem

Na tarde desta segunda-feira (4), os aplicativos do bilionário Mark Zuckerberg estão passando por instabilidades a nível global. Enquanto isso, no reinado absoluto do Twitter, internautas relatam que os serviços do WhatsApp, Facebook e o Instagram pararam de funcionar no início da tarde e ironizaram: “Zuckerberg tropeçou nos fios”.

A instabilidade gera memes de toda natureza e quem depende destas redes sociais tenta rir da situação. “Estamos cientes de que algumas pessoas estão enfrentando problemas com o WhatsApp no momento. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização assim que possível”, disse o WhatsApp ao portal G1

Meme brinca com a situação (Arte: autor desconhecido)

Além do Twitter, muitos usuários migraram também para o Telegram, que apresenta funções semelhantes às do WhatsApp, porém, queixas sobre o mal funcionamento do aplicativo de conversa gera inquietações.

O Facebook, através do Twitter disse: “Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”.

Já o Instagram afirmou ser um momento difícil e pediu: “Tenha paciência conosco, estamos trabalhando nisso”.

Ainda em meio a instabilidade das redes, reclamações sobre operadoras de telefone e internet estenderam os acontecimentos, que em meio aos memes, não demorou muito para os internautas apresentarem suas teorias do fim do mundo. “Será que é agora o fim do mundo que vinha em 2012?”, questionou um usuário.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Mayrla Frazãohttps://www.opedreirense.com.br
Jornalista - Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas