26.4 C
Pedreiras
segunda-feira, abril 15, 2024

Vencedores do Festival de Música Juvenil Pedreirense

Jovens artistas pedreirenses abrilhantaram a noite deste sábado, 07 de agosto, durante o festival de música promovido pela prefeitura de Pedreiras com o apoio da Fundação de Cultura e da Secretaria de Juventude. O evento, aberto a comunidade, aconteceu na Praça Correa de Araújo e reuniu amigos, familiares e admiradores da cultura pedreirense que prestigiaram os finalistas Marllom Robert, Elimara Araújo, Francielly Gomes, Jaciures Leal e Luís Augusto, jovens que tiveram a oportunidade de cantar seus talentos, parte com canções autorais, na saudosa terra de artistas.

Recitando um poema sobre “representatividade da juventude”, Pedro Assunção, poeta da terra de João do Vale, abre o evento declamando: “No encerramento do mês da juventude fica aqui nossa gratidão. O futuro começa agora, seremos nós os protagonistas desta grande transformação”, recitou Pedro em um verso de seu poema.

O Festival de Musica Juvenil Pedreirense além de valorizar a arte e a cultura da cidade, evidencia também o trabalho da juventude, refletindo este protagonismo na diversidade artística de Pedreiras e incentivando outros jovens a projeção de seus talentos na sociedade. De acordo com o Secretário de Juventude, Domingos Viana “os jovens talentos de Pedreiras precisavam deste espaço”, disse durante a abertura do Festival. Domingos estendeu agradecimentos às autoridades e parabenizou os candidatos.

Festival de Música Juvenil Pedreirense. (Foto: Mayrla Frazão)

Cinco apresentações belíssimas que deixaram a difícil escolha dos vencedores na  mesa do júri composta por Wescley Brito, professor e poeta, Junior Meneses, músico e o Maestro Francinaldo Rodrigues. O resultado, anunciado pela prefeita Vanessa Maia, homenageou em terceiro lugar Elimara Araújo, filha de Pedreiras, vinda de família de músicos, que cantou, acompanhada de sua sanfona, uma música autoral em homenagem a Samuel Barreto chamada “Canção da Saudade”.

“Para mim é um prazer enorme, uma alegria muito grande estar aqui conhecendo vários nomes novos de artistas da terra, pra mim é muito gratificante. A música pra mim representa tudo, é uma das maneiras de expressar os diversos afetos de nossa alma mediante o som”, disse a jovem Elimara, vencedora do terceiro lugar no Festival.

Logo em seguida a prefeita anunciou o terceiro lugar, ocupado por Luís Augusto, que cantou “Almerinda”, composição de Joaquim Filho e Dr. Alan. Luís se apresenta como a pura definição de música e arte, é seu respiro. Com entusiamo conta que sempre sonhou em subir no palco da Praça Correa de Araújo e graças ao festival pode realizar esse sonho e ainda ser premiado. “O fato da cidade ser encantada para a arte é o que me inspira. Pra quem consegue sentir a arte, ela está em todos os cantos dessa cidade, pra onde você olhar, pra praça, pro rio, pra ponte, pra igreja, pra tudo, eu consigo sentir a arte aqui nessa cidade”, disse Luís.

Anunciado o vencedo do primeiro lugar, Jaciures Leal, conhecido como Yures Leal, se entende como um cantor versátil, que acredita no impossível e que apesar dos percalços da vida segue invicto na construção do seu sonho, que é viver da música com liberdade. Sobre ser negro e gay em Pedreiras, Yures conta que durante muito tempo se sentiu uma pessoa “inútil” e “horrível”, mas hoje se vê como um instrumento na vida das pessoas e pretende usar o valor do prêmio para a produção de seu novo albúm.  

“Eu estou muito feliz, eu passei por um momento destrutivo na minha carreira em que as pessoas falavam que eu não ia conseguir, que eu deveria desistir, que eu deveria procurar um emprego secundário e que a música não era prioridade na minha vida e eu continuei insistindo, insistindo, até que eu cheguei aqui e o meu talento está me provando mais uma vez quem eu sou”, contou Yure.

A premiação do primeiro lugar, além do trófeu, uma quantia de R$1500,00

A premiação do segundo lugar, além do trófeu, uma quantia de R$1000,00

A premiação do terceiro lugar, além do troféu, uma quantia de R$500,00

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Mayrla Frazão
Mayrla Frazãohttps://www.opedreirense.com.br
Jornalista - Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas