21.2 C
Pedreiras
quinta-feira, julho 18, 2024

Retrospectiva 2020: os fatos que marcaram Pedreiras

Chegamos ao último dia de 2020, um ano marcante para a humanidade e que por isso jamais será esquecido. Em Pedreiras, no Maranhão, a cheia do Mearim dividiu espaço com a pandemia iniciada em Wuhan, na China. O local e global somaram forças mudando o cotidiano de uma cidade inteira, que viu uma segunda mulher, Vanessa Maia, ser eleita prefeita da cidade, na terra em que os vereadores aumentaram seus salários em plena pandemia. Nas fotos, nossa seleção dos fatos destaques de 2020.

A cheia do Rio Mearim

Em 2020, o Rio Mearim, que banha Pedreiras e a cidade vizinha, Trizidela do Vale, ambas no Maranhão, voltou a mostrar sua força, inundando áreas ribeirinhas e desabrigado, em Março, 301 famílias, atingindo 1.072 pessoas naquele mês.

Período de cheia do Mearim (Foto: Mayrla Frazão)

A pandemia entre nós

No dia 21 de abril Pedreiras confirmou o primeiro caso da Covid-19. A parti daí a questão se agravaria, colocando em cheque o Sistema Único de Saúde da Cidade, historicamente sucateado. Notas de falecimento se tornaram comuns desde então, em decorrência das vítimas da pandemia. Até aqui 50 pessoas morreram e 2.009 casos estão confirmados.

(Foto: Joaquim Cantanhêde)

O um rio de luto I


O ativista ambiental José Raimundo da Silva Filho (Zé Filho) perdeu a luta contra a Covid-19, falecendo no dia 27 de Maio de 2020. Em vida, sua luta mais marcante foi em prol do Rio Mearim, sendo um dos pioneiros na criação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Mearim (CBH).

(Ativista ambiental, José Raimundo da Silva Filho (Zé Filho). (Foto: Joaquim Filho)

O um rio de luto II


Samuel Barrêto, poeta e imortal da Acadêmia Pedreirense de Letras (APL) partiu fora do cominado, havendo falecido no dia 13 de julho, vítima do câncer. O fato comoveu a cidade, rendeu homenagens pelo Brasil à fora, levando milhares de pessoas ao seu velório.

(Poeta Samuel de Sá Barreto. (Foto: Joaquim Cantanhêde)

O destino de Antônio França naquele 04 de setembro

O dia em que a câmara de vereadores ficou pequena durante a sessão, que absolveu Antônio França da acusação do crime de improbidade administrativa. Sete, dos treze vereadores presentes, votaram a favor do relatório da Comissão Parlamentar Processante (CPP), pelo arquivamento do processo. Enquanto isso, durante o resultado, a voz do povo adentrava à sessão de tal modo, que nem o microfone utilizado pelo presidente da câmara, Bruno Curvina, pode conter as reinvindicações do povo.

(Câmara de Vereadores de Pedreiras. (Foto: Joaquim Cantanhêde)

A festa de comemoração laranja


Na noite do dia 15 de novembro de 2020, Vanessa Maia, do Solidariedade, se torna a 2º mulher eleita prefeita de Pedreiras. Arrastando uma multidão que sinalizava a cor de seu partido: o laranja, Vanessa é recebida com muita euforia, brados de vitória e cantoria por parte dos 8.066 eleitores que votaram a seu favor naquele mesmo dia.

(O dia da vitória de Vanessa Maia. (Foto: Joaquim Cantanhêde)

Reajuste salarial dos (as) vereadores (as) e a reação do povo

A primeira semana de dezembro introduziu a votação, às “escuras” da sessão que ocorrera na câmara de Vereadores, no dia 04 de dezembro, que pautava o aumento de 25% do subsídio salarial dos membros da casa do povo. Em um período marcado pela crise na saúde e na economia, ocasionadas pela covid-19, uma pequena parte da população enxergou na rua a melhor opção para lutar contra o alto valor requerido.

Ato contra o reajuste salarial dos vereadores. (Foto: Mayrla Frazão)
- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas