24.3 C
Pedreiras
terça-feira, abril 16, 2024

Resenha: “O ano do pensamento mágico” de Joan Didion

O que é um ano? Apesar de os dias serem todos iguais, calculamos nosso tempo para nos organizamos, como sociedade, para criarmos calendários e agendas, e assim conseguirmos realizar atividades em conjunto. Porém, subjetivamente, o que seria um ano? Apenas 365 dias sem qualquer ligação entre si? Então porque sempre comemoramos a chegada de um novo? Para mim, um ano seria um grande período de tempo que coleciona momentos importantes. Mas nem sempre esses momentos podem ser bons, como aqui vemos.

No período de um ano, Joan Didion vê seu mundo desabar. Após internar sua filha, a autora também vê seu marido ter um morte súbita, dentro de segundos vê aquele que a acompanhou durante boa parte da vida no chão, morto. E assim começa seu ano do pensamento mágico, apesar do título remeter a algo incrível e mágico, o livro se debruça principalmente sobre luto, e as maneiras que a autora encontrou pra achar o que seria a causa da internação da sua filha, assim começa a estudar sobre medicina e casos semelhantes. A autora revela que um dos motivos para publicar seu livro, além de ter escrito como uma forma de escape, foi como achou a bibliografia ligada ao luto e a morte ainda rasa.

Quem conheceu a morte de perto sabe que não é algo que muitas vezes avisa sua chegada, num momento, mesmo que longe, a pessoa amada está conosco, e no outro já nos deixou. Esse ano experimentei duas mortes súbitas, e acredito que por vivermos num país onde milhares nos deixaram em 2021 por conta do COVID, também há muitos leitores compartilham a experiência de Joan Didion. A sensação de irrealidade, as várias horas entre receber a informação da morte e a processar, o vazio no coração que sentimos quando pensamos em quem nos deixou, além de um desejo ou sensação de que a qualquer momento quem amamos entrará novamente pela porta, tudo isso mantém a memória da pessoa viva em nós.

Por fim recomendo o livro para todos, aqueles que sofreram uma perda brusca ou não, acredito que o luto é algo que hora ou outra atingirá a todos nós. Também deixo essa resenha em homenagem a incrível Joan Didion que nos deixou em 2021, seu legado é lembrado e atingiu pessoas nas mais remotas partes do planeta.

Por: @leituranasnuvens

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas