21.2 C
Pedreiras
quinta-feira, julho 18, 2024

O desafio de Katyane Leite

‘O buraco é mais embaixo’


Inquestionavelmente as mulheres protagonizam papéis estratégicos na política local, dentro e fora dos gabinetes. Isso é um avanço. Se Vanessa Maia ousou imergir em uma seara infestada de homens, em 2020, Katyane Leite, que dentro das engrenagens da política lhe é antagônica, deve seguir o mesmo caminho na campanha de 2022. A bem da verdade, seu desafio é colossal. “As lideranças estaduais que me enxergaram com potencial para ser uma representante na Região do Médio Mearim, concorrendo ao cargo de Deputada Federal”, disse ela, em diálogo com o jornal O Pedreirense, confirmando que “onde há fumaça, há fogo”.

Em resposta às indagações, Katyane, vereadora da cidade de Pedreiras (MA), aponta os caminhos que devem conduzi-la na campanha em prol de uma vaga no legislativo federal. A parlamentar é “macaca velha”. Quando ainda não se tinha definida a escolha de Flavio Dino, ela não apenas já apostava em Carlos Brandão (PSB), como lhe deu sombra, durante sua vinda ao município. Na vereança, se mantém oposição numa ‘casa do povo’ questionada pelo grude com a atual gestão.

Confira, na íntegra, o que disse a pré-candidata a deputada federal:

Em primeiro lugar agradeço a Deus, e às lideranças estaduais que me enxergaram com potencial para ser uma representante na Região do Médio Mearim, concorrendo ao cargo de Deputada Federal.

Fiquei muito feliz em ter recebido o convite da vice governadoria, em 2021 para esta missão. Agradeço ainda ao Deputado Federal Pedro Lucas Fernandes, com o qual temos um longo caminho percorrido, tendo o mesmo reforçado o convite feito pela vice governadoria e me dado total apoio e incentivo.

Refletindo sobre o atual momento político, no contexto geral, e vendo a importância da força da mulher na política, busquei orientações com os amigos e algumas lideranças municipais, obtendo uma resposta positiva e incentivadora; desta forma, aceitei o desafio.

Como pré-candidata a deputada federal, minha principal bandeira é aproximar as políticas do governo federal, da nossa realidade regional. Por exemplo: possibilitar que políticas educacionais sejam democratizadas, ampliando o leque de oferta de cursos técnicos e cursos superiores, no IFMA, bem como, a implantação de cursos de pós-graduação, favorecendo a qualificação de nossos jovens e a permanência deles em seus municípios, uma vez que tantos têm que buscar saída para o desemprego em outros estados.

Tornar mais viável as políticas de enfrentamento às diversas violências contra as mulheres, um tanto distantes ainda de nossas realidade, é uma das bandeiras que levanto, pois não se pode pensar em uma país desenvolvido deixando para trás as mulheres, tantas vezes violentadas em seus lares e inferiorizadas no mercado de trabalho. É preciso que se unam forças para e que se levante a voz para se promover a equidade de gênero e superar a situação epidêmica das violências contra as mulheres existente em nossa sociedade.

No decorrer deste trabalho de pré-campanha, montar um projeto para apresentarmos na campanha, que atenda às principais necessidades da população do nosso Estado e, além disso, construir políticas públicas a nível nacional, que estejam voltadas para a promoção da equidade, redução das desigualdades e promoção do bem estar social de toda a população, em especial, dos mais vulneráveis social e economicamente.

A minha experiência legislativa a nível municipal me impulsionou a acreditar que posso fazer muito mais por nossa região, nosso Estado e até mesmo pelo nosso país.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Joaquim Cantanhêde
Joaquim Cantanhêdehttp://www.opedreirense.com.br
Jornalista formado pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas