24.3 C
Pedreiras
terça-feira, abril 16, 2024

‘‘Nó na garganta’’: minissérie evidencia a ‘história não contada’ da boate Kiss

10 ANOS DE IMPUNIDADE


Há exatos 10 anos, brasileiros presenciavam uma das maiores tragédias que assolou o país: o incêndio da boate Kiss, que ceifou a vida de 242 pessoas e feriu outras 636, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Cidade que, segundo relatos, nunca mais foi a mesma, e até os dias de hoje é acometida pelo sentimento de angústia, tristeza e luta por justiça pelas inúmeras perdas evitáveis, em sua maioria, de jovens estudantes.

Atualmente, brasileiros relembram a tragédia como um “peso”, ao assistirem a nova minissérie da Netflix, baseada no livro-reportagem da jornalista Daniela Arbex, que traz detalhes da tragédia e da luta dos familiares por justiça.

“O primeiro episódio ambienta rapidamente algumas pessoas e suas famílias antes de retratar a fatídica noite de 27 de janeiro de 2013. A cena é angustiante e caótica, mas nada se compara ao desespero dos pais até descobrir se seus filhos sobreviveram ou não”, relata Fernando Martins, um dos muitos críticos da minissérie.

Nas redes sociais, internautas relatam a dificuldade em assistir a produção e alertam àqueles que sofrem com transtornos psicológicos, por se tratar de cenas fortes, baseadas em fatos reais.

“Aquela série que dá um nó na garganta, um embrulho na alma. É forte demais. Assisti hoje. É angustiante demais. Não basta perder os filhos, ainda precisaram lutar pra punir os responsáveis. 10 anos de luta”, relatou uma internauta.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Mayrla Frazão
Mayrla Frazãohttps://www.opedreirense.com.br
Jornalista - Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas