24.3 C
Pedreiras
terça-feira, abril 16, 2024

Índice de desperdício de água potável se destaca no Maranhão

DADO INÉDITO


Uma pesquisa inédita realizada pelo Instituto Trata Brasil mostra que o Maranhão registra desperdício de 59% em toda a água potável captada. O relatório faz um apanhado dos estados brasileiros e mostra o Maranhão com números superiores à média nacional, desaproveitamento que acaba fazendo com que a água não chegue em parte das residências maranhenses.

Como consequência, os desperdícios ocasionam impactos ao sistema hídrico das cidades, além de prejuízos ao meio ambiente e aos consumidores do serviço de distribuição de água. No Maranhão, o volume de água que não chega à população é de 59%. O professor universitário e especialista em saneamento básico, Lúcio Macedo, em entrevista ao G1 Maranhão, explicou que a resolução de problemas hídricos, além do cuidado com o saneamento, é fundamental para a melhora da qualidade de vida na cidade.

“A água potável é um bem caro e um bem raro. É um bem finito, para aqueles que acham que nunca vai faltar água: trata-se de um bem finito. Então [a questão hidráulica no Maranhão] é um desafio que nós temos aí, há muitos anos, reduzir perdas. Esse é um dever de casa do cidadão, que desperdiça água, às vezes, no chuveiro; ao escovar os dentes; ao deixar a mangueira ligada; ao não prevenir vazamentos. Tudo isso é o que vai somando e dando um deficit de abastecimento para, principalmente, as comunidades situadas em periferias. No entanto, por outro lado, nessas comunidades de baixa renda nós temos um outro tipo de desperdício, que são os ‘gatos’; as ligações clandestinas”, concluiu.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas