28.9 C
Pedreiras
sábado, novembro 27, 2021

Fratura exposta

Amanhã é dia de inauguração na Princesa do Mearim. Com o governador Flávio Dino (PSB) por aqui e com tanta gente disputando seu quadrado nas fotos, os desatentos só verão paz e amor. É como nas festas natalinas: os parentes se matam na véspera e se amam no dia seguinte. Os stories precisam passar o espírito da ocasião.

Nos bastidores, cada vez mais se fortalece o burburinho da crise entre Simplício Araújo, que aspira ser o candidato de Dino, e Fred Maia, que sonha conseguir uma vaga no legislativo estadual. Como na política os segredos estão nas entrelinhas, o outdoor de gratidão versa sobremaneira acerca de uma contenda que não é de hoje. Vamos explicar!

Politicamente, Simplício e Fred Maia sempre foram antagonistas históricos, tanto em Trizidela, quanto na cidade vizinha, Pedreiras. Não eram palavras de apreço que o ex-prefeito usava para falar, agora, do seu “aliado”. Na campanha de 2020, seus adversários fizeram questão de apontar a incoerência resgatando áudios possíveis na era do WahtsApp. Fred, que muito lucrou, politicamente, com obras levadas à Trizidela do Vale, por Vinícius Louro, trocou de cidade e de lado político na vizinha cidade. Para Simplício, atual Secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia (SEINC), era a oportunidade de continuar vivo na terra que nunca esqueceu a promessa da segunda ponte sobre o rio Mearim.

É importante destacar também que Simplício foi fator importante para que Klebinho Branco, histórico desafeto de Fred, apoiasse a campanha de Vanessa Maia, colocando a seu serviço, toda a estrutura comunicacional da qual é mandatário. Eleita, ela colocou seu filho, Raphael Branco, à frente da cultura.

Vanessa sagrou-se vencedora e teoricamente, no mesmo palanque, Simplício, Fred e Klebinho. Mas depois da festa vem a ressaca.

No dia 14 de agosto, às vésperas da vinda de Flávio Dino à Trizidela do Vale, aconteceu o lançamento da pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT), ao governo do estado, que dentro da base do governo rivaliza com Simplício Araújo. Nos bastidores, quem acompanha o cenário político dá como certa a candidatura do senador ao governo do estado, com ou sem Flávio Dino no palanque, cuja decisão é muito aguardada. Fred Maia foi uma das lideranças que estiveram no lançamento, que ocorrera em Imperatriz.

Quando o assunto é política, se atente aos movimentos. Um gesto diz muita coisa. A ida de Fred ao lançamento do arquirrival de seu aliado no Médio Mearim, não foi vista por Simplício como digerível. Num ambiente em que predominam as cores laranjas do Solidariedade, a paz e amor deram lugar a nuvens cinzas. A fratura está exposta. Ela é latente e real. Há abutres, que agora, aguardam uma ruptura.

Quem tem algo a perder com a contenda prima pela pacificação, numa clara oposição ao dito popular que “dois bicudos não se cheiram”. É sempre importante entender que o palanque une, mas o poder separa. Um trono não pode ser dividido em dois. Saindo da linguagem medieval e vindo para meu sertão: só um canta de galo.

Com a eminente inauguração, Simplício Araújo está em alta. Não trouxe a ponte, mas fez o parque, argumentam seus apoiadores. Parte desses estão enfiados dos pés à cabeça na gestão “Tempo de Reconstruir”. Com o racha temem que possam rolar.

As redes sociais são solos férteis para todo tipo de conjectura. No fuá da inauguração chamou a atenção uma arte/convite divulgada pela prefeitura. Nela Vanessa aperta a mão do governador, convida os munícipes para o evento inaugural, mas não faz qualquer referência ao teoricamente aliado. A ausência notada foi bastante questionada, fortalecendo aquilo que vem dos bastidores: a fratura está exposta.

Avenida Rio Branco, Pedreiras, Maranhão (Foto: Joaquim Cantanhêde)

Enquanto Fred flerta (politicamente) com Weverton, Vanessa manda confeccionar um outdoor (incluindo flyers para suas redes sociais), que apesar de ser dirigido a Simplício, fala com mais ênfase aos cidadãos. Pretende comunicar segurança e estabilidade, numa relação política assumidamente em crise por integrantes do governo. As vozes dos bastidores, inclusive, já apontam o nome do primeiro a pedir demissão.

Com todas as críticas que faço a Simplício, no átrio da política é preciso reconhecer sua importância para a chegada de Vanessa ao poder. Dentro do que rege a politicagem, nada mais leal do que anunciar uma obra como a do parque, em pleno ano eleitoral e quando já se sabia que Vanessa seria apoiada por ele.

Nesse navio que mira 2022, fortemente sacudido, todo movimento é importante, cada escolha determinante. Nesse momento da conjuntura, Simplício não é apenas o dono da bola, é quem banca o navio.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Joaquim Cantanhêdehttp://www.opedreirense.com.br
Jornalista formado pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas