24 C
Pedreiras
terça-feira, abril 16, 2024

“É uma propriedade particular minha e não existe floresta de bacuri”, diz sócio da GMB  Investimentos

Sobre a matéria Com licença para derrubar: florestas de bacuri ameaçadas no Maranhão, Gustavo Maretto fala em “Fake News”


Me chamo Gustavo Maretto de Barros, sou administrador e sócio da GMB  Investimentos. Minha empresa é baseada em São Paulo, Capital, e foi constituída com o objetivo de investir no desenvolvimento sustentável de diversos negócios, entre eles na recuperação e no desenvolvimento de áreas com solo degradado em áreas com produtividade. Sobre a área da matéria ele é uma propriedade particular minha e não existe floresta de bacuri. A propriedade também não se encontra em nenhuma reserva ou dentro de nenhuma comunidade. 

A comunidade PA Vila dos Borges é nossa vizinha e desde sempre optamos por um convívio harmônico com a comunidade. Segue anexo [após o texto] os documentos que comprovam que a as 3 matrículas não fazem parte da comunidade e nem da área de preservação ambiental: (i) e-mail INCRA dizendo que as minhas fazendas não fazem parte de nenhuma comunidade, (ii) certificação do INCRA onde fica a PA Vila dos borges, (iii) certificação das minhas propriedades pelo INCRA, (iv) matrículas da minha propriedade onde são matriculas de mais de 30 anos e comprovam a veracidade do documento e (v) mapa da PA VILA dos borges assinado pelo José Orlando, reconhecendo os limites da propriedade.

Todo o projeto que estamos fazendo dentro da nossa propriedade é parte de todo um estudo ambiental onde deixaremos uma área de reserva permanente. De acordo com a legislação do Maranhão não é proibido fazer o desmatamento do Bacuri, veja em anexo a o comunicado da SEMMA sobre o assunto.

Faça o download do documento, abaixo


Quando iniciamos nosso projeto ambiental nossa terra foi invadida por alguns membros da comunidade reivindicando que a terra era deles. O que não faz o menor sentido. A área deles tem 2.250 hectares e a nossa 996 hectares. Entramos com uma liminar na justiça para que não houvesse mais invasões na nossa propriedade. Veja em anexo a decisão liminar. Quem fez essa matéria e conteúdo foi o Diogo que é advogado de alguns membros da comunidade que querem tumultuar nosso projeto com a dispersão de FAKENEWS. Com esse projeto esperamos gerar cerca de 80 empregos diretos e 200 indiretos para a comunidade e estamos abertos a contratar integrantes da comunidade PA VILA DOS BORGES. Já temos 2 funcionários da comunidade.

Veja link da minha entrevista a TV BAIXO PARNAÍBA onde falo das nossas intenções em um convívio harmônico e equilibrado com a comunidade.

Fazer matérias Fake News não é o caminho para se estabelecer uma relação equilibrada e harmônica entre nós e a comunidade. Debater é sempre o caminho.

Por Gustavo Maretto de Barros sou administrador e sócio da GMB  Investimentos.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas