26.4 C
Pedreiras
segunda-feira, abril 15, 2024

Dicas para quem deseja ingressar na literatura

O primeiro passo para ingressar na leitura é sempre a curiosidade. Com ela, cresce de forma genuína a afinidade e o interesse saudável pelos livros.

Vejo na literatura o momento que nos aproximamos do Criador. E, através das linhas escritas, expandirmos a essência celestial por meio da imaginação.

Meu objetivo com esse texto é compartilhar algumas dicas que julgo relevante para o leitor iniciante. Tenho o prazer de ajudar muitas pessoas que perguntam como iniciar na literatura. No primeiro momento busco conhecer um pouco sobre a vida da pessoa, alguns pontos de sua rotina, hobbies e gostos, dessa maneira, consigo chegar a uma indicação. Lembrando, que não é uma ciência exata. Ele pode muito bem chegar em casa, folhear e nunca mais pegar no livro.

Elaboro essas dicas com a intensão de ajudar o leitor a superar as interrogações que vão surgir naturalmente no percurso. Além, claro, minimizar o desgaste intelectual, ao evitar obras de péssima qualidade.

A literatura e a pandemia

Com a propagação do vírus Chinês pelo mundo, ocasionando uma pandemia, que passa dos 365 dias, muitas pessoas tem buscado aproximação com as obras literárias. Ler os livros na estante empoleirada, reencontrar as revistas acumuladas e repensar a compra, pela internet, de um livro tão desejado.

Para o leitor iniciante, nesse trajeto, surgem várias interrogações: por qual livro começo? Devo ler Machado de Assis primeiro? Como faço? Como escolher a obra? Esse público normalmente é presa fácil para o mercado editorial com obras de péssima qualidade.

Essas dicas não são para você se tornar um crítico literário. É apenas um singelo guia, ao qual anseio grandemente que colabore com o interesse do leitor por percorrer esse caminho complexo e prazeroso: a literatura.

Espero que esse texto ajude você leitor de alguma maneira. É um prazer cooperar para que haja novos leitores. E, lembre-se, a melhor maneira de aprender e gostar de ler é lendo. Simples assim!

Segue abaixo as dicas:

1. Converse sobre livros;

Hoje, com o advento das redes sociais, você encontra vários grupos, páginas, blogs e sites para aprofundar seu conhecimento.

Caso escolha iniciar por um clássico, priorize as edições recentes, por serem atuais, facilitarão sua compreensão do texto.

2. Pare quando não gostar do livro;

Não gostou do livro? Pare! Você pode pensar; mas é o fulano de tal. Pare! Deixe de lado e procure outro. Não gostou? Pare! Siga essa dica até encontrar um que prenda sua atenção.  Afinal, ninguém é obrigado a gostar e ler todos os autores.

3. Leia no seu tempo;

Acredito na importância da disciplina quanto ao estudo intelectual. Entretanto, ao despertar o interesse do leitor com obras literárias, é de suma importância que você compreenda o que diz cada parágrafo do que a quantidade de livros que leu no ano. Do que vale concluir uma obra sem compreender? A quem deseja enganar? Não está gostando? Devolva esse livro e pegue outro. Simples assim.

4. Fuja das listas;

Esse item é quase uma continuidade do item anterior, contudo, importante enfatizar que o leitor ignore as listas tentadoras e soberbas de muitas pessoas e grupos que ficam expondo a quantidade de livros que leram no mês, semana, ano, como se fosse algo vantajoso. Evite isso! Eu por exemplo, não conto os livros que leio.  É mais importante o que compreendo do que a quantidade numérica de livros lidos.

5. Livros tem sexo?

Você não verá nenhum órgão genital em nenhuma obra, a menos que faça parte da obra. Porém, homens e mulheres têm interesses distintos quando escolhem uma obra. Todavia, essa diferença não determina sua qualidade. Se você é homem, provavelmente não será cativado por livros que tenham a capa rosa cheia de flores e bordados. Certo? Da mesma forma, uma mulher não será atraída por obras que tenham jogadores de futebol como tema, livros de guerra, e assim por diante. Não é uma ciência exata, mas vale destacar sua importância na escolha do livro.

6. Depois que leu o primeiro. Como escolher o segundo?

Se você concluiu o primeiro livro. Parabéns! Provavelmente o segundo será na mesma linha. Não tem problema. Depois de um tempo você vai desejar outros estilos literários. Lembre-se que quem está lendo e separando tempo para os livros é você. Então, busque algo que desperte seu interesse.

7. Tenha alguém para auxiliar no início;

Um mentor? Pode até ser, mas não é caso. Eu por exemplo, tenho vários amigos e colegas que me auxiliam quando desejo conhecer sobre quadrinhos, literatura francesa, literatura russa, literatura portuguesa, fantasia, terror, poemas, etc.

Busque pessoas que leem. Você se sentirá bem quando ler um livro e conversar com alguém que já percorreu esse caminho. Assim, te auxiliar com novas indicações.

Caso goste bastante de fantasias, recomendo buscar pessoas que admiram esse estilo. Com a internet, você vai encontrar vários grupos e páginas nas redes sociais.

8. Livro, e-book (obra digital), tablet, PC, celular ou notebook?

Escolha o meio que se sinta confortável para ler. Alguns leem livros no celular, tablet, notebook, desktop, kindle. Já prefiro o livro físico. Depende de cada pessoa. Descubra qual maneira será melhor para você. Espero que esse texto tenha ajudado de alguma forma. É um prazer cooperar para que haja novos leitores. E lembre-se, a melhor maneira de aprender e gostar de ler é lendo.

Por Elmadson Almeida, jornalista

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns ao jornalista pelo texto. Excelentes dicas para o leitor iniciante. Quero deixar uma dica da última ficção que li, um livro com detalhes históricos, filosóficos, políticos e muito suspense: O último homem bom. Esse é o título: O último homem bom.

    Literatura policial e filosófica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas