21.2 C
Pedreiras
terça-feira, junho 28, 2022

Bruno e Dom

EDITORIAL


Não chegamos a conhecer o indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips, mas empatia, solidariedade e humanismo são mais fortes que as limitações geográficas. Na tarde desta quarta-feira (15), o suspeito [ Oseney], foi levado por agentes da Polícia Federal, ao suposto local do desaparecimento de Dom e Bruno. Segundo informações divulgadas pela CNN, fontes ligadas à PF afirmam que Amarildo confessou que o jornalista e o indigenista foram executados e que ele e o irmão participaram de “parte” do crime.

O recado é claro: nenhum jornalista está seguro no Brasil, muito menos ainda os vocacionados a denunciar aqueles que destroem as florestas, as águas e comunidades tradicionais historicamente enraizadas em seus territórios. O Estado, em suas diversas esferas, tem as mãos sujas de sangue e sob regência do governo Bolsonaro, é agente ativo no aprofundamento de tragédias que nunca cessaram.

Criminosos de toda espécie, encontram, naquele que ocupa o maior cargo da República, inspiração para a prática dos mais diversos crimes e violações de direitos humanos, conquistados, a duras penas, por comunidades tradicionais.

Uma parte expressiva de nossa democracia se vai com Bruno e Dom. A confessada execução de ambos não é um caso isolado. É parte de uma estrutura com cheiro de morte, pautada na omissão, no desmonte de políticas públicas, em especial, as ambientais. Este Estado, que nunca respondeu sobre quem mandou matar Marielle, agora terá a obrigação de punir o(s) algoz(es) de Bruno e Dom e havendo mandantes, devem trazê-los à luz da sociedade prevalecendo a justiça.

Os dois, cada um a seu modo, deixam legados de trabalhos devotados ao próximo e a Terra, esta casa comum. Não serão esquecidos. Nesse país, cada vez mais sombrio, é desafiador permanecer esperançoso, afinal, cansa.

Nossa solidariedade a todos aqueles que tendo convivido com eles, sentirão as dores agudas de cada uma das perdas. O Brasil que os perde é um Brasil perdido.

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas