24.3 C
Pedreiras
terça-feira, abril 16, 2024

A fotografia em alta na Unidade de Ensino Carlos Martins

Ao longo dos anos, a fotografia foi se tornando um componente importante de linguagem da sociedade, mas ter um câmera profissional é uma possibilidade bastante restrita, ainda mais em tempos de crise. As empresas de tecnologia fizeram surgir os smartphones e investem pesado no aprimoramento de captação das imagens, pois sabem que ela tem lugar seleto na era das selfs. O que é fotografia? O que é imagem? Há diferenças? Alguns sustentam que sim.Na Unidade de Ensino Carlos Martins o assunto esteve em alta. “Quando olhei o conteúdo fotografia – por que não trazer para a prática se assim assimilam e aprendem mais? Quando coloquei para eles a ideia do projeto de fotografia, eles acharam interessante, realmente vestiram a camisa e foram atrás. Hoje, eles enxergam a fotografia totalmente diferente. Sabem que não é apenas um clique ou uma self”, destaca a professora Rose Silva, que ministra a disciplina de ‘Artes’ para os educandos do oitavo ano.

Na sexta-feira (26), aconteceu o momento mais esperado desde o início da disciplina. Quem adentrava o pátio da escola dava de cara com diversas fotografias fixadas em suportes. Na entrada, um banner deixava claro que se tratava de uma mostra fotográfica, com o tema ‘Fotografia e arte: um olhar além das lentes’. Nas salas de aula alunos partilharam, com outros, os saberes sobre fotografia, desde seu surgimento, invenções e possibilidades. 

“Mostra fotográfica: fotografia e arte: um olhar além das lentes” na Unidade de Ensino Carlos Martins (Foto: Joaquim Cantanhêde)

“Devemos sair, apreciar, além de ficar tirando selfs e fotos da gente. Temos que fotografar as paisagens e apreciar as belezas do Brasil”, pontua a estudante Samyle Liandro, de 13 anos.

O estudante Gabriel Araújo (14 anos), fez parte da organização. Ele entende que fotografia é memória, mas também inspiração. “A fotografia nos ajuda a memoriza, lembrar daquelas situações que vivemos e traz algo positivo: ela pode nos inspirar”, diz ele.

As fotografias expostas eram recortes visuais, em sua maioria, relacionados ao cotidiano dos autores. Alguns estudantes optaram pelos retratos, em especial de membros da família, outros por sua vez, trouxeram paisagens do dia a dia, por vezes ignoradas pela dinâmica apressada do ambiente urbano.

“Meu encanto com a fotografia é a capacidade que ela tem de apreender o tempo. Ela faz um recorte do tempo, da sua vida. Gera memórias nas pessoas. A importância de um projeto como esse, feito pela professora Rose, de trazer para os (as) meninos (as) esse olhar. Já não é mais o mesmo. Elas não enxergam mais as coisas com aquele olhar de antes. Estou muito feliz com a forma com o qual foi conduzido e como eles participaram e foram integrantes”, destaca a gestora escolar da unidade, professora Maria Waldirene do Nascimento Tavares, em reconhecimento do valor da arte para a vida.

“Mostra fotográfica: fotografia e arte: um olhar além das lentes” na Unidade de Ensino Carlos Martins (Foto: Joaquim Cantanhêde)

- Publicidade -spot_img
Colabore com o nosso trabalho via Pix: (99) 982111633spot_img
Joaquim Cantanhêde
Joaquim Cantanhêdehttp://www.opedreirense.com.br
Jornalista formado pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
- Publicidade -spot_img

Recentes

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas